TRÊS LAGOAS

Parlasul aprova moção de apoio a Talíria Petrone

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin


Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Deputada Talíria Petrone concede entrevista coletiva
Petrone afirma que a moção cobra providências do governo brasileiro

A Comissão de Cidadania e Direitos Humanos do Parlamento do Mercosul (Parlasul) aprovou nesta semana uma moção de apoio à deputada Talíria Petrone (Psol-RJ), que tem sofrido ameaças de morte.

A parlamentar denunciou o caso à Organização das Nações Unidas (ONU). “Como deputada eleita, defensora dos direitos humanos e uma mulher negra que se identifica com as lutas contra o racismo, a misoginia e outras formas de intolerância, percebo as ameaças dirigidas a mim como uma ameaça à própria democracia”, diz Petrone na representação.

Segundo a deputada, a violência política contra as mulheres, especialmente mulheres negras, pode impedir que novas lideranças e defensoras de direitos humanos ocupem espaços de poder.

Ao aprovar a moção de apoio, a comissão do Parlasul expressou “grande preocupação com a segurança da deputada Talíria Petrone, que foi oficialmente notificada de seis de planos para seu assassinato e o mais enérgico repúdio à violência política de gênero e raça contra mulheres parlamentares e candidatas no Brasil”.

Leia Também:  Círio de  Nazaré adaptado começa hoje em Belém

O texto foi apresentado pela deputada Sâmia Bomfim (Psol-SP), representante da bancada do Psol no Parlasul.

“A moção aprovada cobra que o governo brasileiro tome medidas não só em relação à ao meu caso, mas em relação à violência política no Brasil, em especial contra mulheres negras. Chega de ameaça!”, escreveu Petrone em sua página no Twitter.

A violência política de gênero – uma das causas da sub-representação das mulheres no Parlamento e nos espaços de poder e decisão – é tema de uma campanha lançada pela Câmara dos Deputados neste mês.

Da Redação – ND
Com informações da Agência Parlasul

COMENTE ABAIXO

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS